SolarSegura

Soluções para Empresas

O seu negócio necessita de estar em constante movimento, e nós ajudamos

Soluções para Particulares

Ajudamos a encontrar o melhor serviço ao melhor preço

A Solarsegura enquanto Corretor de Seguros não assume riscos.

Quer fazer parte da nossa equipa? Saiba quais as vantagens que temos para lhe oferecer. Clique aqui

 

Página de Início > Notícias > Sinistralidade Automóvel está a baixar

Sinistralidade Automóvel está a baixar

Em January 1, 1970



Uma taxa de sinistralidade de 65,5% nos primeiros sete meses do ano confirma a tendência decrescente do índice de sinistralidade no ramo automóvel. Em 2009,a mesma taxa acumulada a sete meses indicava 67,1%. Os dados foram compilados pela Associação Portuguesa de Seguros com base numa amostra que representa 97,6% do mercado.

A par da ocorrência de sinistralidade, também os custos com a mesma deram sinais de redução nos primeiros meses do ano. Entre Janeiro e Julho, as seguradoras gastaram 632,5 milhões de euros com a regularização de sinistros e respectivos pagamentos de indemnizações, baixando a factura que, no mesmo período do ano passado, acumulava já perto de 652 milhões de euros.

Recorde-se que a redução da sinistralidade tem sido um dos argumentos utilizados pelas companhias de seguros nas constantes reduções tarifárias registadas nos últimos anos e que originaram a chamada “guerra de preços baixos” no seguro automóvel. Apesar de o ano 2010 ter sido apontado como aquele que iria colocar o travão nesse fenómeno de redução consecutiva de preços, muitos operadores confirmaram já que tal não veio a verificar-se com grande intensidade, podendo apenas ser notada muito ligeiramente junto de algumas companhias.

Os primeiros sete meses do ano revelaram também uma redução da sinistralidade no ramo Doença, que baixou para os 65,6%, quando, no ano anterior, acumulava 72,9% no mesmo período. Já o ramo de Incêndio e Outros Danos regista uma subida significativa na taxa de sinistralidade em habitações e condomínios, que sobe de 42,8% para 62,5%. E também o ramo de Acidentes de Trabalho vê a sinistralidade subir de 64,9% para 66,9%.

Partilhar nas redes sociais  Partilhar no Facebook Partilhar no Twitter Twitter Partilhar no LinkedIn

Newsletter

Introduza o email

Design e programação por CreateInfor